Orientações da Fisioterapia

Após a cirurgia da mama, algumas complicações podem surgir no braço do lado que foi operado. As principais complicações são dor, dificuldade para movimentar o ombro, inchaço no braço e alteração da sensibilidade na parte interna e superior do braço (formigamento, anestesia, choque, dormência etc.).

Lembre-se

Os alongamentos devem ser feito lentamente, começando com poucas repetições e aumentando-as conforme se sinta bem.

Todas as dúvidas devem ser esclarecidas com o fisioterapeuta.

Se sentir dor após os alongamentos, suspenda-os e entre em contato com o fisioterapeuta para verificar o que está sendo feitos de forma inadequada.

Primeiros dias após a cirurgia (até a retirada dos pontos)

Posição na cama: Logo após a cirurgia, mantenha o braço do lado da mama operada apoiado sobre um travesseiro para que ele fique um pouco mais alto que o ombro. A posição deve ser confortável.

Para se sentar na cama:

  • Vire para o lado contrário ao da cirurgia;
  • Dobre os joelhos e coloque-os para fora da cama;
  • Apoie-se no cotovelo para levantar o tronco. Não se esqueça dos drenos.

Voltando a caminhar e a atividade do dia a dia

  • Assim que for possível sair da cama, procure caminhar de forma bastante natural, com os braços soltos ao lado do corpo e a coluna reta.
  • Procure usar os braços para se pentear, lavar o rosto, comer, se vestir etc.
  • Você pode começar a fazer algumas atividades domésticas, tomando cuidado para não se machucar, e em pequenas quantidades.

Exercícios Iniciais

Os exercícios são muitos importantes durante toda a fase de recuperação. Neste momento do tratamento, eles não devem ser intensos a ponto de provocar dou ou deixá-la muito cansada. Faça seus exercícios com poucas repetições e bem lentamente. É importante praticá-los várias vezes ao dia.

  • Coloque as mãos sobre a barriga e respire bem fundo, puxando o ar pelo nariz e soltando-o pela boca. Eleve a barriga ao puxar o ar e comprima-a suavemente quando soltar o ar.
  • Sentada, levante e abaixe os ombros vagarosamente. Depois, faça o mesmo movimento, com um ombro de cada vez.
  • Faça movimentos em círculos com a cabeça para um lado e para o outro, para frente e para trás.

Após a retirada dos pontos

Após o fechamento da cicatriz, é hora de começar a fazer movimentos completos do braço. No início, você pode sentir repuxamentos e desconfortos na região operada, mas com a prática diária de exercício, você vai se sentir cada vez melhor.

  • Segurando as mãos, tente esticar os braços para trás. Caso prefira, pode segurar uma toalha ou bastão para facilitar o movimento. Faça este movimento deitada, para progredir faça sentada e em pé.

Progressão das atividades

Alongamento deve ser iniciado após o fechamento da cicatriz, ou após a recomendação de um profissional de sua equipe de saúde. o ideal é fazer todos os dias e os movimentos devem ser mantidos por, aproximadamente, 20 segundos cada um. Comece devagar, dentro dos seus limites. NÃO faça movimentos bruscos e rápidos.

  • Movimento igual a um “pendulo”, com o braço esticado deixe ele leve e movimente-o para frente e para trás, faça os movimentos de rotação horária e anti-horária.
  • Entrelace os dedos, esticando o braço para frente, com as palmas das mãos para fora.
  • Segure o cotovelo, empurrando-o para trás, tentando encostar a mão nas costas.
  • Entrelace os dedos e vire as palmas das mãos para foras, esticando os braços acima da cabeça.
  • Com uma toalha atrás da cabeça, tente, aos poucos, encostar uma mão na outra.

Automassagem linfática

A massagem tem como objetivo facilitar a circulação do seu braço do lado operado e com isso prevenir que seu braço fique inchado. Poderá ser iniciada após a retirada dos pontos. Caso apresente algum sinal como dor, calor, vermelhidão, suspenda a massagem.

Você poderá fazer a automassagem nas posições: deitada, sentada ou em pé, sem usar nenhum tipo de óleo ou creme. A massagem deverá ser feita de forma bem lenta, suave e superficial.

  • Faça movimentos circulares, com toda a mão apoiada sobre a axila do lado oposto ao da cirurgia (30 vezes).
  • Os mesmos movimentos descritos acima, porém na virilha, do mesmo lado da cirurgia.
  • Realizar a massagem em semi círculos (ou meia lua) com toda a mão apoiada sobre a área a ser massageada. Iniciar a massagem na região da mama operada (torácica superior) indo em direção da axila do lado não operado. Dividir o tronco em 3 ou mais partes conforme a figura. Fazer 5 vezes os movimentos em cada parte, seguindo a orientação das flechas.Repetir a massagem durante 10 minutos. Observação: A partir da metade do tórax pode trocar a mão para facilitar a massagem.
  • Iniciar a massagem a partir da axila do lado operado indo em direção à virilha. Dividir a região em 3 partes. Fazer 5 vezes os movimentos em semi círculos (ou meia lua) em cada parte, seguindo a orientação das flechas.
  • Repetir este procedimento durante 10 minutos, para finalizar a massagem repetir o 1º e 2º passos completando a auto drenagem. É muito importante manter o ritmo e a direção da massagem para um perfeito direcionamento do fluxo linfático.

Retomando as suas atividades

Dirigir: quando você se sentir segura, sem dor e após a retirada dos pontos, você pode começar a dirigir. Mais uma vez, vale lembrar que a direção deverá ser retomada em pequenos trajetos e, conforme adquira confiança, vá aumentando o percurso.

Esportes: os esportes competitivos não são indicados até a recuperação total e por um longo período após a cirurgia, pois requerem muita carga e velocidade. O mesmo serve para os jogos com bola, por serem agressivos. Os esportes como natação, ginástica, corrida etc. podem ser iniciados após completar o processo de cicatrização. Você poderá solicitar mais explicações caso tenha interesse em praticá-los.

Lavar roupas: inicialmente, você pode lavar roupas íntimas e leves. Gradativamente, também peças leves e médias, podendo esfregá-las, de forma vagarosa. Finalmente, peças maiores, esfregando por partes. Evite torcer roupas.

Pendurar roupas: é uma atividade que deve ser iniciada após a retirada dos pontos, sendo um ótimo exercício para facilitar o retorno dos movimentos do braço. Inicialmente, evite estender roupas grandes e pesadas. Nesses casos, coloque as roupas sobre o varal e depois acomode-as para prender.

Passar roupas: evite passar grandes quantidades de roupas de uma única vez. Tome muito cuidado para não se queimar.

Cuidado e atenção aos filhos: se você tiver filhos pequenos, logo de início, procure aconchegá-los do lado não operado. Brinque com as crianças, deitada ou sentada, evitando erguê-las do chão.

Varrer e limpar a casa: superfícies lisas e pequenas podem ser varridas a partir de aproximadamente três semanas. Superfícies ásperas, como carpete, só devem ser varridas e limpas, assim como a lavagem e enceramento do chão , quando você não tiver mais sintomas como dor, repuxão, inchaço etc.

Arrumar armários e gavetas: é uma boa atividade, pois favorece a movimentação do braço; porém, deve ser intercalada com períodos de descanso e/ou outra atividade.

Cozinhar: pode iniciar esta atividade devagar. Tenha o cuidado de usar luvas para evitar queimaduras. Evite colocar o braço operado dentro do forno e carregar panelas pesadas.

Lavar louça: é uma atividade que pode ser iniciada logo, desde que em pequenas quantidades, evitando o uso de produtos químicos irritantes e, se possível, usando luvas. Quanto aos alumínios, deixe o brilho para mais tarde e, mesmo assim, use a palha de aço sobre uma esponja.

Thiago Lopes Barbosa de Morais, Fisioterapeuta – CREFITO-3/ 50026-F